Crônicas Oficiais: Missão dada é missão cumprida!

Crônicas Oficiais: Missão dada é missão cumprida!

Crônicas Oficiais: Missão dada é missão cumprida!

"Durante quase 20 anos trabalhei na central de mandados de Duque de Caxias. Havia muito respeito aos OJs, mas também havia aqueles caras que eram verdadeiros jagunços de empresas. Às vezes era preciso resolver as coisas na base da ignorância e foi na ponta da pistola que consegui cumprir vários mandados. Recém saído do Exército, andava armado. Único homem entre 12 'oficialas', sempre era escalado para as diligências perigosas. Certa vez, depois de duas vezes intimada por mim, uma testemunha não compareceu ao tribunal. O juiz determinou a coercitiva: 'Quero ele de qualquer jeito na audiência!'. 

Passei no batalhão e fui com dois policiais. Ao chegar, avisei: 'Você não foi, agora vim te buscar'. Ele estava 'batendo laje' e disse que não ia. Quando foi pegar o sujeito pelo braço, um dos policiais pisou numa fossa e se sujou todo. Irritado, o PM acabou derrubando o cara na fossa também. Saíram os dois cheios de merda, fedendo. O policial não deixou o cara tomar banho e levou do jeito que estava. Chegando na audiência, o juiz se assustou: 'O que é isso, Tobias!?'. Respondi: 'O senhor não disse pra trazer de qualquer jeito? Missão dada é missão cumprida'."  

(Curtiu a crônica do Tobias Isaac, nosso vice-presidente? Mande também a sua que a gente publica no Crônicas Oficiais. P.S.: Aceitamos publicar anônimas as crônicas mais ousadas…) 

admin

Close