Crônicas Oficiais: Sem ajuda de GPS

Crônicas Oficiais: Sem ajuda de GPS

Crônicas Oficiais: Sem ajuda de GPS

"O novato foi à Campo Grande entregar citação em conhecido clube do bairro. Acontece que o endereço era em via de numeração confusa, daquelas em que os números dos imóveis estão fora da sequência. Qualquer pedestre saberia informar onde ficava clube, mas o jovem OJ não gostava de perguntar. Sem encontrar sozinho, devolveu o mandado. Só que para azar do infeliz, o juiz era morador da Zona Oeste e frequentador dos botecos da região. Canetou o magistrado: 'Retorne o mandado para que o oficial de justiça o cumpra com proveito. Fique desde já sabendo que o referido clube fica em frente às Casas Sendas e ao lado do Botequim do Pepe'. Depois do puxão de orelhas, o tal novato fez concurso para a magistratura, passou em primeiro lugar e hoje é desembargador no TJRJ".

Curtiu a crônica do Sergio Gonçalves, nosso presidente? Mande também a sua que a gente publica aqui no Crônicas Oficiais.    

admin

Close